A Evolução das Redes de Conteúdo Brasileiras

Já faz uns dias que eu estou pensando neste assunto e hoje realmente tive mais um motivo para pensar mais neste artigo. O que eu quero discutir é a evolução nos últimos tempos das redes de conteúdo brasileiras, ou melhor das principais.

Pelo que pude notar (ou usar), nos últimos meses as 3 redes de conteúdo mais populares da web brasileira são o Rec6, Dihitt e o Linkk.

No início eu usava muito o Rec6 e via nele uma evolução contínua, com aprimoramentos, interação entre a equipe que o desenvolvia e a comunidade, melhorando cada vez mais o sistema. Mais e mais usuários foram entrando na rede e peguei em atuei muito no início do SEO Dicas (que precedeu o blog da MestreSEO). As visitas providas desta rede sempre foram bem altos, comparando-se com o Linkk e o Dihitt. Nos dias de hoje, o Rec6 está abandonado. Sempre com problemas de estabilidade do serviço, sem novidades, e com falta de interação entre a equipe de desenvolvimento e a comunidade o serviço estagnou. O único ponto é que continua uma grande quantidade de visitantes e se você consegue a primeira posição, é certo o ganho de muitas visitas,

O Linkk eu sempre utilizei como uma rede de apoio, ou mais aquela que você não interage, mas coloca o seu conteúdo lá para dizer que colocou. Nunca tive nenhum retorno muito positivo de lá (visitas). Também nunca vi muitas diversidades além do tradicional do sistema de notícias (Pligg) que eles usam.

Por fim o Dihitt, que começou para mim como uma rede de conteúdo no mesmo caminho do Linkk, onde eu somente usava por usar. Mas hoje em dia o Dihitt vem aperfeiçoando cada vez mais as suas funcionalidades. Implementaram um diretório de blogs, uma relação entre amigos, cadastro dos seus blogs, leitura automática das notícias do seu blog e hoje eles lançaram uma integração com o Twitter. Em termos de visitas eu não tive muita evolução no Dihitt, mas creio que é questão de tempo a rede crescer.

Por fim, gostaria de salientar que nada adianta ter uma rede cheia de usuários se você não acompanha o aumento deles com um aumento de funcionalidades e facilidades. Se você não oferecer isto, outras redes de conteúdo irão fazer. É assim em qualquer ramo de negócios, se você não oferece um material de qualidade o seu concorrente irá fazer e melhor que você.

Por isto, fiquem de olho Rec6 e Linkk, pois o Dihitt vem aí cheio de novidades para ganhar o mercado.

Um abraço a todos

Uma ideia sobre “A Evolução das Redes de Conteúdo Brasileiras”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *