Pesquisar
Close this search box.

O Que é Freelancer e Quais São os Passos Para Iniciar Sua Carreira

Picture of Fábio Ricotta
Fábio Ricotta
Sumário

No artigo de hoje, eu vou responder uma pergunta que me fazem muito: afinal, o que é um freelancer e quem pode trabalhar assim?

O Que é Freelancer?

“Freelancer” é um termo que vem do inglês e seu significado aqui pra gente no Brasil é o mesmo que “profissional liberal”.

Ou seja, um freelancer é aquela pessoa que realiza um determinado tipo de trabalho sem ter um vínculo propriamente estabelecido. Aqui em nosso país, é comum ouvir as pessoas falando o termo de forma abreviada, ou seja, “freela”.

Mercado de Freelancers

Hoje o mercado de freelancers é muito utilizado no Brasil, primeiro por questões tributárias e depois por conta da facilidade de se encontrar um profissional qualificado para realizar um trabalho pontual, ou um “job”. Por exemplo, ao invés de contratar uma empresa para pintar sua casa, você contrata um pintor freelancer.

Falando do mercado digital, temos inúmeras possibilidades. é comum ter freelas de profissionais que trabalham com criação de sites, gestão de redes sociais, links patrocinados (Google AdWords e Facebook Ads, principalmente), otimização de sites, edição de vídeos e por aí vai. Também há espaço para quem trabalha com criação de conteúdo e revisor de texto.

Um dos Maiores Erros

Quando falamos desse mercado, é importante atentar-se para a ideia de que o freelancer é aquela pessoa para um job pontual. Um dos maiores erros das pessoas é querer contratar um freela “forever”, que esteja sempre disponível.

Se preocupe principalmente em designar o trabalho, e quando o mesmo for encerrado, você encerra o vínculo junto. É claro que se a pessoa fizer um bom trabalho, você poderá chamá-la novamente no futuro ou até mesmo indicar seus serviços.

Quer Ser um Freelancer?

Agora que você já sabe o que é freelancer, talvez queira começar a trabalhar dessa maneira, oferecendo seus serviços no mercado. Mas, para ser um freelancer requisitado, você terá que entender alguns detalhes.

Confira abaixo os pontos que você precisa ficar atento:

Comprometimento

A partir do momento que você se coloca disponível para realizar um trabalho e alguém te contrata para aquilo, saiba que a pessoa espera que você tenha comprometimento e conclua o que foi combinado.

Por isso, não dê desculpas ou, muito menos, faça algo de qualquer jeito, pois isso pode manchar sua carreira.

Alinhamento de Expectativas

Quando alguém lhe contratar para fazer um freela, é muito importante que você faça um alinhamento de expectativas com seu cliente.

Já ouviu dizer que o que é combinado não sai caro?

Pois é, esse alinhamento é importante para que você entenda tudo que o cliente espera do seu serviço e que ele também saiba exatamente o que será entregue.

Canais e Horários de Comunicação

Normalmente os freelancers trabalham de casa, ou em cafeterias e coworkings, por exemplo. Por isso, existe aquela sensação de que estão sempre disponíveis. Errado!

Defina horários em que estará disponível para atender seus clientes e também quais serão os meios de comunicação que serão utilizados (ex: e-mail, telefone, WhatsApp, Skype, etc).

Isso evita que o cliente te chame a qualquer hora do dia, fazendo com que você seja “escravo” do seu trabalho.

5 Passos Para Iniciar Sua Carreira

Quem trabalha ou deseja trabalhar fazendo freelas se depara com algumas dúvidas no meio do caminho, a mais comum é “por onde eu posso começar e como eu consigo trabalhos como freelancer?”. Por isso, eu trouxe cinco preciosos passos para começar a carreira de freelancer. Veja neste artigo!

Passo 1: Crie Seu Portfólio online

Sempre que alguém decide vir trabalhar com a gente, nós olhamos o portfólio. Dessa forma, dá para entender quais foram os tipos de trabalho que essa pessoa já fez.

Mas, não vale colocar os trabalhos da sua agência ou da empresa em que você trabalha! Só podem entrar no seu portfólio os trabalhos que você fez 100%, sem ajuda direta ou a mão de outras pessoas no processo.

Senão, você pode cair no que aconteceu comigo uma vez, quando eu fui entrevistar um candidato para uma vaga de design, e quando eu perguntei para ele se ele tinha feito todas as ilustrações do projeto — que eu gostei bastante —, ele me falou que eram do irmão dele, e que ele tinha feito só o roteiro!

Evite isso e deixe seu portfólio perfeito com os seus trabalhos, sempre lembrando que ele deve ser intuitivo, acessível e, claro, navegável.

Passo 2: Tenha um Bom Perfil no LinkedIn

Quando eu falo sobre um bom perfil no LinkedIn, eu me refiro àquele que está sempre atualizado, com foto, lugares que você já trabalhou, quais trabalhos já foram realizados, entre outras informações.

Se você já é freelancer, vale a pena destacar informações de formação profissional como cursos, formação escolar, competências e demais informações. Peça algumas indicações e depoimentos para pessoas para as quais você já trabalhou.

Assim que terminar um trabalho freela, peça para a pessoa que te contratou fazer uma avaliação para que o seu currículo seja sempre melhorado. Hoje em dia, para ter destaque como freelancer, esses dados são fundamentais.

Outro ponto: evite aquele lance de pedir pro amigo te recomendar sempre. O recrutador percebe isso, e daí ele vai ver lá que o mesmo “rostinho” te recomendou várias vezes, e você também recomendou, fica meio estranho.

Passo 3: Cadastre-se em Sites Para Freelancers

Existem muitos sites hoje em dia como o Trampos.co, Workana, Fiverr, entre outros que contratam profissionais freelancers.

Basta fazer o seu cadastro e, dependendo do site, é possível fazer também um portfólio. O importante é sempre monitorar as vagas que estão disponíveis para ser um dos primeiros a se candidatar.

Passo 4: Escreva Para Portais

Outro passo precioso, que eu mesmo usei para deixar a carreira de freelancer mais interessante, é escrever para portais. Você, como freelancer, tem conhecimento e pode usá-lo para ganhar exposição!

Se você é um freelancer de designer ou da área de desenvolvimento, por exemplo, pode escrever para portais de tecnologia. Vá lá, se cadastre e escreva alguns conteúdos relevantes. Isso com certeza atrai novos interessados no seu trabalho!

Dica importante: essas matérias devem ser únicas e exclusivas, então não publique duas vezes o mesmo texto em portais diferentes, ok?

Além disso, esses artigos devem ser pensados em quem vai te contratar, já que a intenção é impactar diretamente pessoas interessadas nos seus serviços. Direcione tudo, programe-se e planeje o que você escreverá.

Passo 5: Tenha um Canal no YouTube

E por último, mas não menos importante: transmita conhecimento, grave vídeos, ensine as pessoas… tenha um canal no YouTube!

Mostre o potencial do seu mercado, apresente e divida com as pessoas o conhecimento que você possui. Isso é muito rico e pode ajudá-lo a ganhar muita visibilidade.

Por meio de um canal no YouTube, por exemplo, você ganha mais autoridade, mais pessoas olhando para o seu negócio e, claro, mais reconhecimento.

Espero que vocês tenham gostado dessas dicas. Caso tenham alguma dúvida ou qualquer outra dica diferenciada, basta deixar nos comentários.

Para mais artigos, confira o blog do Agência10x!