Pesquisar
Close this search box.

A Importância do Capital de Giro em Uma Agência Digital

Sumário

Recebi uma dúvida no meu Instagram e resolvi responder aqui no grupo para vocês: “Para fazer a agência crescer é importante ter capital de giro?”.

O que é o capital de giro?

É a quantia que você vai ter disponível na sua agência digital para fazer a circulação de pagamentos e investimentos, mas com o objetivo de que ela retorne para ficar disponível novamente.

Por exemplo: você começa a empresa e aporta R$ 2.000. Então, esse valor será, basicamente, a “gasolina” do seu negócio para fazê-lo andar. Você vai investir em algo importante, fazer o seguro, entre outras ações relevantes.

A essência do capital de giro é ter uma verba para pagar contas e até mesmo pagar salários, pois os valores dos clientes podem ainda não estar na conta.

O grande lance do capital de giro é que ele precisa ser disponibilizado por quem começa o negócio para que a empresa consiga “andar”, contemplando o gasto de um ou dois meses, em média.

Como funciona o aporte?

Sua dúvida pode ser: “Ah, Ricotta, mas eu preciso fazer esse aporte todos os meses?”. Não é isso. Uma vez que você coloca essa grana, a ideia é que seu negócio consiga continuar gerando dinheiro para mantê-lo.

Se você já é um dono de agência, sabe que algumas vezes esse valor acaba “sumindo”. Isso pode acontecer porque, possivelmente, os seus recebíveis estão alocados para um tempo depois ou você está recebendo menos do que deveria.

Por exemplo: se você recebe dos seus clientes todo dia 20 e suas contas são todas no início do mês, você vai se descapitalizar para suprir novamente depois;
Por isso, fizemos uma mudança na Agência Mestre para receber primeiro e só depois pagar as contas.

Como organizar esse fluxo de receber antes de pagar?

Basicamente, todos os tipos de contas podem ter datas negociáveis. Ou seja, você pode escolher o dia do mês em que serão cobradas.

Por exemplo: você pode negociar para que seus pagamentos de contas sejam feitos do dia 15 para frente, mas inserir os recebíveis para entrar do dia 10 para trás.

O que fazer com clientes que já estão pagando em uma data posterior?

Se você conseguir negociar para antecipar a data, vai ser muito bom. Você pode tentar fazer essa negociação, pois a data já havia sido estabelecida em contrato. Porém, se não for possível, o importante vai ser seguir com essa visão para aplicar nos próximos contratos, nos novos.

Busque manter um fluxo de caixa positivo para ter mais tranquilidade para o seu negócio.

Quando você for começar a sua empresa, é importante iniciar com o seu capital de giro. Mas quando você já tem a sua empresa, quando ela já existe, dificilmente você vai precisar aportar novamente.

Não utilize o cheque especial

Não pense que o valor do cheque especial do banco é o seu capital de giro. Afinal, o juros é muito alto. Descobri isso por experiência própria, pois eu não trabalhava com a organização de fluxo de caixa positivo.

Você “dá as ordens” sobre o dia do pagamento do cliente. Não pense que você precisa seguir a data ideal para ele, já que é você quem deve “passar as regras”.

O que você pode fazer para negociar é dividir as datas de pagamento. O cliente pode pagar a primeira parte no dia 05 e a segunda no dia 20. Assim, você terá uma previsibilidade de caixa e a metade do valor garantida na data que precisa, até mesmo para dar mais tranquilidade em relação a sua folha salarial.

Não misture suas contas pessoais com as da empresa

Não pense que porque agora sua agência digital está com um valor disponível, você pode pagar uma conta pessoal com o dinheiro da empresa. Mesmo que pense “depois eu reponho”, você pode estar cometendo uma loucura. Tenha esse cuidado!

Aproveite e continue sua leitura e aprofundamento no blog do Agência10x!