Pesquisar
Close this search box.

A Web Brasileira Está Pronta Para o SEO?

Picture of Fábio Ricotta
Fábio Ricotta
Sumário

SEO - Marketing de Busca no Brasil Ontem estava em uma conferência no Skype com o Pedro Superti e o Mauricio Zane Filho, ambos do SEOCast, e discutimos vários assuntos relacionados à SEO e sobre o evento da Info que fui na última segunda-feira.

Um dos pontos altos da conversa foi sobre a tendência do SEO no Brasil, comparando-o com o mercado americano, no qual temos uma boa experiência. O fato é que a web brasileira ainda engatinha, ou melhor, está nascendo no SEO. Não existe qualquer forma de comparar o SEO desenvolvido nos EUA ou na Inglaterra com o que temos aqui no Brasil.

Um dos pilares de sustentação para esta comparação é o tipo de posts que surgem, como neste post do Contraditorium, ou ainda no blog deste leitor que concorda com o post do Contraditorium.

No primeiro caso, ele afirma que não existe uma forma de otimizar o WordPress:

Manter o blog acessível para os buscadores é importante, mas o WordPress, o WordPress.com, o Blogger.com já SÃO acessíveis. Você não precisa fazer nada para que esses mecanismos te achem.

Tudo bem, acessível praticamente todo site é, mas otimizar o WordPress dá sim! Sou um estudioso de SEO para WordPress e existe muito do que se fazer neste sistema.

Um ponto comum entre os dois artigos é o fato de que sem conteúdo, não dá para trabalhar o SEO. Tudo bem, concordo até em parte. Existem várias outras técnicas para conseguir um tráfego, se você tiver um capital você consegue. Mas o ponto é que o conteúdo é a ponta do iceberg para o sucesso. Nisto concordo.

Por fim, a conclusão do escritor do blog Matriz Ativa Online (não achei o nome da pessoa no site) diz que o SEO foi perda de tempo:

desperdicei um tempo precioso em que poderia estar escrevendo artigos interessantes e consequentemente atraindo visitas

Se o seu site possui conteúdo e você não conseguiu melhorar as visitas através dos seus conhecimentos de SEO quer dizer que você não sabia tanto assim. SEO não é perda de tempo, é um investimento de tempo, que quando bem feito, produz ótimos resultados. Não me leve a mal, mas generalizar que uma tecnologia ou técnica é ruim só porque você não conseguiu fazer funcionar não é um fator muito bom.

Enfim, voltando à web brasileira, posso dizer que ela ainda está muito crua para receber as idéias de SEO. Muitos anda pensam em divulgar a sua empresa ou negócio na internet, outros pensam em comprar links patrocinados pois o retorno é “instantâneo”, você coloca “fichas” na máquina e ela “traz” os visitantes até a sua porta. Não adianta o tipo de conteúdo que divulgamos no SEO Dicas ou aqui mesmo no meu site, o webmaster brasileiro ainda não está pronto para aceitar conceitos de “Link Juice” ou ainda de “Pagerank Flow”.

Outros pontos interessantes que me fizeram ter esta conclusão foi o foco do evento da Info, que a princípio trazia o tema “Marketing de Busca”, mas acabou envolvendo muito pouco de SEO, ou melhor, quase nada mesmo. Todos tinham perguntas de links patrocinados, todos mostravam cases de sucesso em links patrocinados, mas nada sobre SEO.

Terminei de ler agora pouco a revista Meio Digital que foi gratuitamente distribuída no evento, e em sua matéria sobre “A Revolução dos Sistemas de Busca” o foco basicamente são os links patrocinados e seus cases de sucesso. SEO é citado 1 vez no texto todo! Isso que foram cerca de 6 páginas.

Enfim, ao meu ver o mercado de SEO é muito embrionário aqui no Brasil, muitos ainda estão encantados com o poder dos links patrocinados e nem pensam em SEO ou como poderia minimizar ainda mais os custos. Muita água vai rolar até o SEO inverter esta situação, como já ocorre nos países de pioneiros.

E você? Acha que a web brasileira está pronta para o SEO? Deixe a sua idéia nos comentários!